domingo, 18 de janeiro de 2009

fazemos arte!


Ontem vi o resultado benéfico de um trabalho que aparentemente é solitário, porém nada têm de individual. O Sarau do Povo que começou como uma idéia muito tímida em junho de 2007, baseado na carência de experiências similares em Diadema, ganhou forma, vigor e atualmente é bem visto pela comunidade artística da região metropolitana e por amigos espalhados pelo País, que nos acompanham por meio desse blog e das redes. Isso ocorre, não por se tratar de um encontro artístico simplesmente, mas principalmente por ser um encontro fraternal entre amigos que apreciam idéias e vontades parecidas. Há alguns anos atrás, sem a internet e pessoas mobilizadas a trabalhar mutuamente, dificilmente tal projeto poderia ser concretizado.

Em menos de seis meses conheci pessoalmente mais de 50 artistas  de várias regiões. E eles percebem que sozinhos jamais poderão se divulgar e/ou demonstrar o potencial oculto e que se mantém a margem da indústria cultural. Fortemente mantida por empresas de entretenimento e apoiada pelos principais veículos de comunicação. Hoje posso citar esse Blog como exemplo. Sem ele do que valeria minha opinião no bar da minha família? Nada, somente meus vizinhos poderiam saber como penso política, ação e desenvolvimento cultural para os mais carentes ou como reduzido acesso aos bens culturais.

Mantemo-nos de pé. Levamos alguns socos no peito e chutes na bunda. Porém continuamos de pé. Somos saudáveis e criativos, e assim como em outros países, idéias coletivas são aplicáveis em qualquer situação que exija uma solução de acesso ou distribuição de uma demanda. Aqui existem muitas, mas a que mais me incomoda é a falta de espaços verdadeiramente culturais, livres das amarras do Estado (existem exeções em todos os lugares).

E aguardem isso é apenas o começo. Unidos e cada vez mais organizados, nem os costumeiros burocratas impedirão os avanços dos coletivos culturais organizados pelo Brasil. Some-se a isso o espantoso desenvolvimento das tecnologias livres, como a da Fundação Mozilla e a gigante Google nos EUA ou mesmo o Ubunto na África do Sul. Já é uma realidade! Sinto pena dos atuais burrocratas brasileiros que insistem em conchâvos inúteis para dificultar ou inviabilizar o desenvolvimento cultural dos pequenos grupos.

Tentam a todo custo usurpar verbas públicas para encher seus bolsos ou tapar os buracos de administrações equivocadas e falidas. Esquecem que do outro lado existe um poder maior do que o deles. O da consciência livre e estimuladora de novos pensadores, novos projetos e melhores exemplos.

Vamos conseguir em passos perenes mostrar quem somos e o que queremos. Não tem mais jeito, a competência coletiva, vence todos os dias os retardados individualistas que hoje ocupantes de diversos cargos públicos nos escritórios, salas e prédios públicos mantidos com nossos impostos. Acordem rápido e escutem a nova revolução silenciosa que cresce a cada mês. Nós fazemos arte, e de ótima qualidade. Porque é verdadeira e motivadora, não é a costumeira.
Nosso sarau ontem recebeu 25 artistas independentes. E se depender do Sarau do Povo, em breve esse número será menos de 2% do total que desejamos trazer para nossos encontros em 2009. Obrigados a todos os participantes, vocês merecem todas as honras que poderíamos fornecer. Vamos juntos, e vamos sempre. O futuro é uma dádiva de quem trabalha. O próximo encontro é dia 24/02 a partir das 18h. Aguardo todos os leitores do blog lá. Abraço fraterno do Zé.

Um comentário:

AMV 3TE disse...

Sensacional Matéria...
Um Leve tapa na cara de alguns e uma forte alavanca para outros!

Isto é Maravilhoso!